Povoado calcolítico do monte da Tumba

Dados do Património
Nome: Povoado calcolítico do monte da Tumba

O Monte da Tumba localiza-se na freguesia do Torrão, concelho de Alcácer do Sal, distrito de Setúbal, em Portugal. Também é referido como Povoado fortificado do Monte da Tumba ou Povoado Calcolítico do Monte da Tumba. Este povoado fortificado foi edificado entre o 2 500 a.C. e 2 000 a.C., ou seja entre o Neolítico final e o Calcolítico ou Idade do Cobre. No início dos Anos 80, a construção de uma vivenda no topo da colina permitiu identificar o povoado. Desde 2013, o Monte da Tumba está classificado como Sítio de Interesse Público (SIP), tendo sido fixada a zona especial de proteção.
O povoado situa-se no Cabeço da Aguda, a 1100 m para leste do rio Xarrama (afluente do Sado), a sudoeste da vila do Torrão de onde dista cerca de 6 km.
 
Publicação do DR n.º 124 de 1 de julho 2013 – II Série -  Portaria n.º 431-C/2012
O sítio arqueológico do Monte da Tumba, implantado no topo de uma elevação, um esporão com boas condições naturais de defesa e sobranceiro a uma linha de água, insere -se numa paisagem agrícola onde predomina a cultura de sequeiro. Este povoado fortificado, de notável monumentalidade e com uma cronologia atribuída ao Calcolítico é hoje o melhor exemplo desta realidade a sul do Tejo. Como resultado dos estudos efetuados, concluiu -se que a sua estrutura defensiva, composta por duas linhas de muralha, apresenta marcas de quatro fases de ocupação distintas. Integravam esta estrutura amuralhada bastiões semicirculares, duas torres circulares e um torreão na zona central do povoado. As estruturas habitacionais caraterizam -se por possuir uma base em pedra de planta circular com uma abertura, sendo que a parte superior seria erguida em adobe, do qual não existem vestígios.